Imagem do Município: a barricada do Boulevard Puebla

Imagem do Município: a barricada do Boulevard Puebla

Fechar

Título: Barricada no Boulevard Puebla.

Autor: ANÔNIMO (-)

Data de criação : 1871

Data mostrada: 1871

Dimensões: Altura 0 - Largura 0

Técnica e outras indicações: fotografia

Local de armazenamento: Museu de Arte e História Saint-Denis

Copyright do contato: © Saint-Denis, museu de arte e história - Foto I. Andréani

Barricada no Boulevard Puebla.

© Saint-Denis, museu de arte e história - Foto I. Andréani

Data de publicação: março de 2016

Contexto histórico

As barricadas do município

Entre as imagens da Comuna frequentemente se destaca a da barricada com suas pilhas de paralelepípedos atrás das quais os insurgentes estão entrincheirados. Essas fortificações populares, eminentemente ligadas ao imaginário revolucionário parisiense desde os dias de 1830, não são, porém, todas idênticas.

As barricadas da Comuna não apareceram em massa em 18 de março de 1871: as que foram erguidas espontaneamente no centro de Paris não foram utilizadas. Nas semanas seguintes, a questão das barricadas foi levantada regularmente nas autoridades da Comuna.

Análise de imagem

Barricadas populares

Mal acreditando na guerra de rua, a Comuna criou uma comissão de Barricadas que se contentou em construir algumas imponentes obras defensivas espalhadas por Paris, sem muita coerência. A barricada erguida na entrada da Place de la Concorde, de dois andares de altura, com seu fosso, sua passarela e suas fortificações, permaneceu uma fortaleza, rapidamente apelidada de "Château-Gaillard" em alusão ao barricadeiro-chefe Napoleão Gaillard (1815-1902).

Nesta fotografia anônima, uma barricada é erguida no Boulevard Puebla - batizado em homenagem a uma vitória francesa na campanha mexicana - que se tornou a Rue des Pyrénées por decisão das autoridades republicanas, para as quais essa guerra imperial era ilegal.

A barricada é esboçada em design e consiste em paralelepípedos, barris, gabiões, fascines e grades de árvores. Estamos muito longe das fortificações, cujas formas, tamanhos e tipos foram fixadas por Gaillard e Rossel em 12 de abril de 1871. Fugindo de qualquer tipo, esta barricada é a expressão da espontaneidade popular. Existe, aliás, como tal, tanto pelo acúmulo de materiais como pela Guarda Nacional que o eriça com seus rifles brandidos.

Construída como estrutura de defesa militar, foi também, por ocasião desta fotografia, o local de uma manifestação popular. A julgar pela atitude orgulhosa e calma do soldado empoleirado no topo da estrutura ou pelos Federados ajoelhados ao pé da fortificação. Por fim, é necessário levar em conta as pessoas comuns, em particular os homens de blusa, que se agarram a ela. Essas presenças e atitudes se combinam para fazer da barricada um elemento militar e civil, ao mesmo tempo como um lugar festivo e identificador.

Interpretação

"Trapos de muralhas"

Se os Federados e os Comunardos nesta fotografia ainda posarem com orgulho e alegria perto de sua barricada, a atmosfera logo mudará. Dois dias antes do início da "Semana Sangrenta", o Jornal oficial da Comuna publica um edital convidando "os trabalhadores que sabem fazer gabiões, fascinas e mimos [a] se apresentarem todos os dias ao departamento de engenharia [...]".

Mas a medida é tarde demais. Barricadas serão improvisadas apressadamente por homens, mulheres e crianças pelas ruas, como bloqueios de estradas improvisados ​​que surgiram sem consulta e que se mostrarão tão frágeis quanto inúteis. Essas populares barricadas foram rapidamente tomadas pela retaguarda e "limpas" pelas tropas de Versalhes. Com compaixão, mas não sem crítica, Lissagaray os considera como "trapos de muralhas" (História do Município de 1871, 1876).

  • barricadas
  • communards
  • Município de paris
  • federado
  • guarda Nacional
  • Paris
  • insurreição

Bibliografia

Alain DALOTEL, "A última barricada do município de 1871", Gavroche, no 111-112, maio-agosto de 2000, p. 1-8.

Alain DALOTEL e Jean-Claude FREIERMUTH, "As barricadas da Comuna", Gavroche, no 3, abril-maio ​​de 1982, p. 14-20.

Prosper-Olivier LISSAGARAY, História da Comuna de Paris em 1871, [1876], Paris, La Découverte, 1991.

Bernard NOËL, Dicionário municipal, 2 vol., [1971], Paris, Flammarion, coll. "Champs", 1978.

Para citar este artigo

Bertrand TILLIER, “Imagem do Município: a barricada do boulevard Puebla”


Vídeo: Cartelera Cinépolis Galerías Serdán, Puebla. Sala Junior.